terça-feira, 27 de setembro de 2011

Criptografia e Certificação Digital

Se imaginarmos uma compra pela Internet, podemos perceber a necessidade de todos os requisitos acima. Por exemplo, a informação que permite a transação - tais como valor e descrição do produto adquirido -precisa estar disponível no dia e na hora que o cliente desejar efetuá-la (disponibilidade), o valor da transação não pode ser alterado (integridade), somente o cliente que está comprando e o comerciante devem ter acesso à transação (controle de acesso), o cliente que está comprando deve ser realmente quem diz ser (autenticidade), o cliente tem como provar o pagamento e o comerciante não têm como negar o recebimento (não-repúdio) e o conhecimento do conteúdo da transação fica restrito aos envolvidos (privacidade).


Criptografia Simétrica

O ciframento de uma mensagem baseia-se em dois componentes: um algoritmo e uma chave. Um algoritmo é uma transformação matemática. Ele converte uma mensagem em claro em uma mensagem cifrada e vice-versa. Quando Alice (origem)cifra uma mensagem, ela utiliza um algoritmo de ciframento para transformar o conteúdo em claro da mensagem em texto cifrado. Quando Bob (destinatário) decifra uma mensagem, ele utiliza o algoritmo de deciframento correspondente para converter o texto cifrado de novo em uma mensagem clara.

Criptografia Assimétrica

A maneira de contornar os problemas da criptografia simétrica é a utilização da criptografia assimétrica ou de chave pública. A criptografia assimétrica está baseada no conceito de par de chaves: uma chave privada e uma chave pública. Qualquer uma das chaves é utilizada para cifrar uma mensagem e a outra para decifrá-la. As mensagens cifradas com uma das chaves do par só podem ser decifradas com a outra chave correspondente. A chave privada deve ser mantida secreta, enquanto a chave pública disponível livremente para qualquer interessado.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário